sábado, 17 de fevereiro de 2018

Destino Confidencial - El Círculo de Vanderlei Cordeiro de Lima


Atletismo Campo Mourão

Equipe mourãoense de Atletismo embarca nesta quinta, 15, para participar de mais uma importante competição nacional. É a Copa Brasil de Marcha Atlética, que acontece em Sobradinho-DF. Nico Adames é um dos nossos representantes. Boa sorte Nico e a toda nossa equipe. 
#IACM #FECAM #CAIXA #UNIMED
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Mais dois atletas obtêm índices para o Mundial de Birmingham

17|02|2018 - 13:25 | Assessoria de Imprensa da CBAt

São Caetano do Sul - Gabriel Oliveira Constantino (Pinheiros) e Vitória Cristina Rosa (Orcampi Unimed) foram os grandes destaques do Desafio Brasil Caixa Indoor de Atletismo, disputado na manhã deste sábado (dia 17) na pista coberta do Centro de Treinamento da Vila São José, em São Caetano do Sul. Os dois atletas garantiram qualificação para o Campeonato Mundial Indoor de Birmingham, a ser disputado de 1º a 4 de março, na Grã-Bretanha.
Fonte: CBAt
Gabriel venceu os 60 m com barreiras com o tempo de 7.60, igualando os recordes brasileiro e sul-americano, que pertencem a Marcio Simão de Souza desde 2004. O atleta carioca, de 23 anos, superou o índice de 7.70 exigido pela IAAF. "Em momento nenhum pensei no índice. Queria correr abaixo dos 7.60 e acabei cravando", disse. "Estou feliz por ir ao Mundial, mas quero ir bem em toda a temporada", concluiu.

Vitória Rosa, ao contrário, desde o fim de janeiro corre atrás da marca mínima para Birmingham. "Bati na trave duas vezes e tinha certeza de que o resultado iria sair", comemorou a velocista, ainda na pista, depois de obter os 7.27 (o índice exigido é de 7.30). "Treinei muito e sorte que não estranhei muito as competições indoor", prosseguiu, lembrando que disputa a primeira temporada em pista coberta da carreira. "Foram três torneios e já estou no Mundial", completou.

Nos 60 m masculino, Vitor Hugo dos Santos (Orcampi Unimed) ficou muito perto. Ele não conseguiu a qualificação por apenas 1 centésimo de segundo. O carioca venceu com 6.64 e o índice é de 6.63. "Um centésimo não é nada né? Mas não faz mal. Estou feliz. Estou treinando bastante. Melhorei minha saída do bloco e o objetivo foi usar o indoor como treinamento para a temporada ao ar livre", comentou. "Mais para frente vou para a Europa competir. Minha meta de correr os 100 m abaixo dos 10 s continua em pé", disse.

Já no arremesso do peso, Darlan Romani ratificou mais uma vez o índice para o Mundial ao vencer com 21,68 m, na pista ao ar livre do Centro de Treinamento. O resultado é a segunda melhor marca do mundo no Ranking Mundial da IAAF de 2018, ficando atrás somente dos 21,87 m do neozelandês Tomas Wash.

O prazo para a definição da Seleção Brasileira para o Mundial termina na segunda-feira (19). Até agora, oito brasileiros estão qualificados: Além de Gabriel e Vitória, já garantiram vaga Thiago Braz da Silva (salto com vara), Almir Júnior (salto triplo), Darlan Romani (arremesso do peso), Rosangela Santos (60 m), Letícia Cherpe de Souza (400 m) e Nubia Soares (salto triplo).

Pódios do Desafio Brasil Caixa

Salto com vara feminino

1-Juliana de Menis Campos - 4,21 m
2-Karla Rosa da Silva - 4,21 m
3-Patricia Gabriela dos Santos - 4,01 m

Salto em altura feminino
1-Julia Cristina dos Santos - 1,70 m
2-Betsabé Paez (ARG) - 1,70 m
3-Sarah Suelen Freitas - 1,70 m

Salto em distância feminino
1-Jessica Carolina dos Reis - 6,47 m
2-Tania Ferreira da Silva - 6,12 m
3-Claudine Paola Gimenes - 5,97 m

Arremesso do peso feminino
1-Geisa Arcanjo - 17,13 m
2-Keely Christinne Medeiros - 16,59 m

Salto em distância masculino
1-Paulo Sergio Oliveira - 8,12 m
2-Lucas Marcelino dos Santos - 7,80 m
3-Higor Silva Alves - 7,69 m

Salto com vara masculino
1-Germán Chiaraviglio (ARG) - 5,41 m
2-Vinicius Micael Silva - 5,11 m
3-Bruno Germano Spinelli - 5,01 m

Salto em altura masculino
1-Guilherme Henrique Cobbo - 2,23 m
2-Thiago Julio Moura - 2,20 m
3-Talles Frederico Silva - 2,20 m

Arremesso do peso masculino
1-Darlan Romani - 21,68 m
2-Welington Silva Morais - 18,59 m
3-Henrique Wagner Brandão - 18,24 m

60 m com barreiras masculino
1-Gabriel Constantino - 7.60
2-Jonathas Filipe da Silva Brito - 7.73
3-Eduardo Rodrigues de Deus - 7.78

60 m com barreiras feminino
1-Lais Serinoli Rodrigues - 8.32
2-Adelly Oliveira Santos - 8.47
3-Gabriela de Farias Lima - 8.56

60 m masculino
1-Vitor Hugo dos Santos - 6.64  
2-Alexandre Araujo Nascimento - 6.70  
3-Derick de Souza Silva - 6.71

60 m feminino
1-Vitoria Cristina Rosa - 7.27
2-Andressa Moreira Fidelis - 7.48
3-Mariana da Costa Ferreira - 7.55

O Desafio Brasil Caixa de Atletismo Indoor integrou o Programa Caixa de Competições 2018 da CBAt, que realizou a competição, co-organizada pela FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

COPA BRASIL DE MARCHA ATLÉTICA


A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Equipe mourãoense de Atletismo embarca nesta quinta, 15, para participar de mais uma importante competição nacional. É a Copa Brasil de Marcha Atlética, que acontece em Sobradinho-DF. Bruno Fidelis é um dos nossos representantes. Boa sorte Bruno e a toda nossa equipe. 
#IACM #FECAM #CAIXA #UNIMED

A força do CASO nas ruas de Sobradinho

14|02|2018 - 13:23 | Assessoria de Imprensa da CBAt

São Paulo - O Centro de Atletismo de Sobradinho (CASO) aproveitará a oportunidade de disputar pela primeira vez a Copa Brasil Caixa de Marcha Atlética em casa para mostrar seu grande potencial na modalidade e lutar por medalhas. O clube, na verdade um projeto social, inscreveu 25 atletas na competição, que será disputada no próximo domingo (dia 18), partir das 06:30, na Avenida do Contorno (Q 10/11), no Parque dos Jequitibás, em Sobradinho, cidade-satélite de Brasília (DF).
Fonte: CBAt
"Damos oportunidade para os interessados aprenderem o esporte gratuitamente. Muitos aproveitam e crescem com a sequência dos treinamentos", disse João Sena, técnico de Atletismo e pai de Caio Bonfim, que no Mundial de Londres, no ano passado, ganhou a medalha de bronze nos 20 km marcha.

Caio é uma referência para os jovens marchadores de Brasília e do País. Jardel Jerônimo dos Santos, de 18 anos, é um exemplo. No ano passado, ele ganhou a medalha de ouro no Campeonato Brasileiro Caixa Sub-23, realizado em Porto Alegre (RS), e fez questão de falar sobre Caio, seu companheiro de treinamento em Sobradinho. "Ele conversa sempre com a gente e procura passar a sua grande experiência internacional, de modo muito simples", comentou. "Agora, quero lutar por uma medalha no sub-20 da Copa Brasil", concluiu.

Títulos não faltam para os marchadores do CASO. Amélia Fortunato é a atual campeã brasileira sub-20. Gabriela Muniz ganhou o ouro no Brasileiro Caixa Sub-16, competição em que Isaac Andrade ficou com a prata. Elianay Barbosa só foi superada por Erica Sena no Troféu Brasil Caixa de 2017, ficando com o segundo lugar, entre muitas outras conquistas.

Nesta edição da competição, excepcionalmente será realizada a prova de 35 km no masculino e feminino, em substituição aos 50 km. Os atletas marcharão num circuito de 1 km.

A Copa Brasil Caixa de Marcha Atlética faz parte do Programa CAIXA de Competições. A Copa Brasil integra o Calendário 2018 da CBAt, que realiza o evento, co-organizado pela Federação de Atletismo do Distrito Federal, com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

Programa Horário
1ª Etapa - Dia 18/02 - Manhã

06:30 - 35 km - Adulto - Feminino
06:45 - 35 km - Adulto - Masculino
07:00 - 10 km - Sub-20 - Feminino
07:30 - 3 km - Sub-16 - Feminino
08:30 - 10 km - Sub-20 - Masculino
09:00 - 5 km - Sub-16 - Masculino

2ª Etapa - Dia 18/02 - Tarde
14:30 - Cerimônia de Abertura
15:00 - 20 km - Adulto - Feminino
15:30 - 20 km - Adulto - Masculino
15:45 - 10 km - Sub-18 - Masculino
16:00 - 5 km - Sub 18 - Feminino

segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

Conheça Taina Beatriz, promessa do atletismo mourãoense

A atleta Taina Beatriz começou 2018 com tudo. Foi dela a primeira medalha do ano da equipe do Instituto de Atletismo de Campo Mourão / FECAM e também a primeira medalha nacional do time.
Taina venceu a tradicional prova 28 de janeiro em Apucarana, na categoria sub-16. Em seguida sagrou-se campeã brasileira Cross Country na categoria Sub-18, um feito incrível. A Copa Brasil de Cross Country foi disputada em Bragança Paulista.
Taina completa 16 anos em março. Nasceu em Icaraíma, no oeste do Paraná e veio para Campo Mourão à convite do técnico Paulinho, do Atletismo mourãoense. O Blog do Raoni conversou com Taina para saber um pouco sobre essa jovem promessa. Veja a entrevista:
BR – Quando você se encantou pelo Atletismo?
Tainá: “Eu me encantei pelo atletismo pelo simples fato de ver o meu professor de educação física na época tirar pessoas de caminhos errados e ensinar uma coisa tão maravilhosa como é o atletismo. Esse professor se chama Fábio de Oliveira e eu tinha 12 anos na época que eu vi que ele ajudava os atletas de certa forma. Eu queria me tornar alguém como ele, dar orgulho para minha família.
BR – Qual foi a sua primeira corrida?
Tainá: Minha primeira corrida foi na Corrida de Rua do SESC em Umuarama e eu não fui tão bem assim. Mas sempre que tinha treinamento eu me dedicava bastante, eu treinava com atletas mais velhos que eu e isso me incentivava cada vez mais.
BR – Você teve alguma dificuldade durante esse início de treinamento?
Tainá: Minha família não podia me dar tênis e roupas de treino, mas minha madrinha Shirley me ajudava com isso.
BR – Como conheceu o técnico Paulinho?
Tainá: Eu ouvi uns meninos do treino falar sobre o Paulinho, treinador de Campo Mourão e que eles iriam fazer teste com ele. Consegui entrar em contato com ele e contei minha história de vida e o quanto eu queria vir pra cá fazer um teste e ele me convidou. Vim para Campo Mourão no começo de 2015 para fazer o teste e consegui ficar, para representar essa cidade tão maravilhosa.
BR: Quais são suas principais provas?
Tainá: Minhas principais provas são os 800 e o 1500 metros.
BR: Em quem você se inspira?
Tainá: Eu me inspiro muito na Simpson, uma atleta americana dos 1500 metros.

Arremesso do peso no Desafio Brasil Caixa Indoor

12|02|2018 - 11:40 | Assessoria de Imprensa da CBAt

São Paulo - O Desafio Brasil Caixa de Atletismo Indoor, que será disputado no próximo sábado (dia 17), no Centro de Treinamento da Vila São José, em São Caetano do Sul, no Grande ABCD, ganhou mais duas provas: o arremesso do peso, no masculino e no feminino. Porém, ao contrário das outras provas, que serão realizadas na pista coberta, o peso acontecerá no setor ao ar livre da instalação esportiva do Centro.

A Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) abriu participação aos 16 atletas mais bem colocados no Ranking Adulto Nacional de 2017 e os atletas têm até quinta-feira (15) para confirmar presença no peso. Nas outras, o prazo de inscrição terminou na última sexta-feira (9).
Fonte: CBAt

Com a inclusão, a CBAt divulgou o novo Programa-Horário, que tem ainda a inversão das provas masculina e feminina do salto em altura.

O Desafio Brasil é a última oportunidade que os atletas têm no País para tentar os índices exigidos para o Campeonato Mundial Indoor de Birmingham, de 1º de 4 de março, em Birmingham, no Brasil. Outros atletas estão em busca das marcas mínimas fixadas pela IAAF no exterior.

Seis brasileiros estão qualificados até agora para o Mundial de Birmingham: Thiago Braz da Silva (salto com vara), Darlan Romani (arremesso do peso), Almir Júnior (salto triplo), Rosangela Santos (60 m), Letícia Cherpe de Souza (400 m) e Nubia Soares (salto triplo).

O Centro de Treinamento da Vila São José fica na Estrada das Lágrimas, 90, Vila São José, São Caetano do Sul.

PROGRAMA-HORÁRIO
08:55 - salto com vara - feminino - final
09:05 - salto em altura - feminino - Final
09:10 - salto em distância - feminino - final 
09:30 - 60 m com barreiras - masculino - semifinal
09:45 - arremesso do peso - feminino - final
10:00 - 60 m com barreiras - feminino - semifinal 
10:30 - 60 m - masculino - semifinal
10:55 - 60 m - feminino - semifinal 
11:00 - salto em distância - masculino - final 
11:00 - salto com vara - masculino - final 
11:05 - salto em altura - masculino - final 
11:10 - arremesso do peso - masculino - final
11:30 - 60 m com barreiras - masculino - final 
11:45 - 60 m com barreiras - feminino - final 
12:00 - 60 m - masculino - final 
12:15 - 60 m - feminino - final

O Desafio Brasil Caixa de Atletismo Indoor integra o Programa Caixa de Competições 2018 da CBAt, que realiza a competição, co-organizada pela FPA, com patrocínio da Caixa Econômica Federal.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Decisão unilateral do Ministério do Esporte encerra atividades da RNTA

09|02|2018 - 17:14 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt
São Paulo - O Diário Oficial da União desta quinta-feira (8/2/2018) publicou decisão unilateral do Ministério do Esporte, que encerrou as atividades do programa "Rede Nacional de Treinamento de Atletismo" (RNTA), que mantinha em convênio com a Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt).

Conforme orientação do Ministério do Esporte, a CBAt está indenizando os funcionários do programa. Após o pagamento dos direitos trabalhistas, o saldo dos recursos financeiros será devolvido ao Ministério do Esporte.

Instituído por ocasião dos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro, o programa possibilitou a realização de campings de treinamento, que beneficiaram atletas e treinadores. Durante parte destes eventos, foram elaboradas análises de desempenho e evolução dos participantes, pela equipe multidisciplinar.

Também foi possível à CBAt organizar cursos e clínicas, com a consultoria de treinadores brasileiros conceituados, e mesmo com renomados especialistas estrangeiros.

"A constituição da RNTA foi um importante legado olímpico, um programa-referência mesmo para outros esportes", diz o presidente da CBAt, José Antonio Martins Fernandes, o Toninho.

"Por isso, tentamos de todas as formas manter o convênio, estive em Brasília, visitei vários órgãos públicos, mas não conseguimos recursos para continuar com os trabalhos", prossegue Toninho Fernandes.

O presidente da CBAt lembra que nosso País "vive um momento especialmente difícil, com empresas e instituições, públicas e privadas, enfrentando a escassez de recursos". "Isso, evidentemente, dificultará a preparação de nossos atletas para os Jogos de Tóquio", afirma Toninho.

"À comunidade atlética nacional, porém, informamos que a CBAt continua na luta por recursos que permitam a melhor preparação para as próximas grandes competições, já que antes da Olimpíada de Tóquio 2020, teremos em 2019 o PAN no Peru e o Mundial no Catar", conclui o dirigente.

Almir Junior vence salto triplo em Madri

08|02|2018 - 20:07 | Assessoria de Imprensa da CBAt

São Paulo - O mato-grossense Almir Cunha dos Santos, da Sopiga (RS), conseguiu nesta quinta-feira (dia 8) um grande resultado no Meeting Internacional Indoor de Madri, no Poliesportivo Gallur. O brasileiro venceu a prova do salto triplo, com a marca de 17,35 m, assumindo a liderança no Ranking Mundial da IAAF.


Almir Junior, como é conhecido, obteve a marca em sua terceira tentativa. Na seguinte, superou novamente a barreira dos 17 metros, ao saltar 17,19 m. A sua melhor marca anterior era de 17,05 m, obtida a 14 de janeiro, em Ohio, nos Estados Unidos, quando garantiu a qualificação para o Mundial Indoor de Birmingham, de 1º a 4 de março, na Grã-Bretanha.



Em Madri, Almir quebrou o recorde do meeting, que pertencia desde o ano passado ao cubano Alexis Copello, com 17,10 m, que também competiu, agora pelo Azerbaijão, e ficou na quarta colocação, com 16,98 m.



Além de Almir Junior, que é treinado pelo José Haroldo Loureiro Gomes, o Arataca, o português Nelson Evora (17,30 m) e o cubano Pedro Pablo Pichardo (17,01 m) subiram ao pódio no Polidesportivo Gallur. O brasileiro Mateus Sá também competiu e terminou na 9ª posição, com 16,14 m.



"Sogipano Almir Júnior provou no Meeting de Madri que está entre os grandes do triplo, atualmente", comemorou Arataca, que também é diretor-técnico da CBAt.
Fonte: CBAt

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Atletismo Esperança recebe materiais esportivos da SEET


A equipe do Projeto Atletismo Esperança, coordenada pelo técnico pedagógico do Núcleo Regional de Educação, Paulo César da Costa, recebeu, no início desta semana, materiais esportivos que serão usados para o treinamentos dos atletas que compõem o projeto. Os materiais foram repassados pela Secretaria de Estado do Esporte e do Turismo (SEET), que é comandada pelo deputado estadual licenciado e secretário de Estado, João Douglas Fabrício.


A entrega dos materiais foi realizada no Estádio Municipal Roberto Brzezinski e contou com a participação de autoridades locais e regionais. Pelo Núcleo Regional de Educação (NRE), participaram do evento a coordenadora da Educação Básica, Regiane Timoteo das Neves e o técnico pedagógico, Márcio Luiz Ramos. “É um prazer muito grande ver esses atletas, a cada dia, conquistando pódios e mais pódios. Com certeza, esse equipamentos só vieram porque todos da equipe tem demonstrado muita garra e seriedade nos treinamentos e nas competições”, disse Regiane.


Entre os materiais recebidos estão as barreiras, cronômetros, trenas, pelotas camisetas, agasalhos, cones bolsas, pesos e bastões de revezamento. Ao todo, foram 263 unidades em equipamentos esportivos.


Fonte: Eleano Alves - alvesbuzetti@seed.pr.gov.br






terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Caio Bonfim é a atração principal da Copa Brasil Caixa de Marcha 2018

06|02|2018 - 14:41 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt

São Paulo - Ganhador da medalha de bronze nos 20 km no Mundial de Londres 2017, o brasiliense Caio Oliveira de Sena Bonfim (CASO-DF) é a principal atração da Copa Brasil Caixa de Marcha Atlética, que será disputada no próximo dia 18 em Sobradinho, cidade-satélite de Brasília, no Distrito Federal. Nas ruas de sua cidade natal, que pela primeira vez será sede da Copa, Caio tentará a sétima vitória consecutiva na competição.

"Por competir em casa, a expectativa do Caio é muito boa para a Copa Brasil", disse Gianetti Bonfim, mãe e treinadora do atleta, também quarto colocado nos 20 km e nono nos 50 km, na Olimpíada do Rio 2016.

"Ele vem treinando muito bem e espera alcançar bons resultados na temporada", prosseguiu Gianetti, que também foi marchadora, ganhou sete vezes o Troféu Brasil e divide a responsabilidade de treinar o atleta com seu marido João Sena Bonfim. 
Fonte: CBAt

Caio tem os recordes brasileiros dos 20 km, com 1:19:04 e dos 50 km, com 3:47:02.

São esperados cerca de uma centena de participantes de mais de 25 clubes de todas as regiões do País. A Copa Brasil integra o Programa CAIXA de Competições, da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt). A CBAt realiza o evento, co-organizado pela Federação de Atletismo do Distrito Federal, com patrocínio da Caixa Econômica Federal e apoio da Secretaria de Esporte, Turismo e Lazer de Brasília.

PROGRAMA-HORÁRIO

1ª Etapa - Dia 18 - Manhã

06:30 - 35 km Adulto Feminino
06:45 - 35 km Adulto Masculino
07:00 - 10 km Sub-20 Feminino
07:30 - 3 km Sub-16 Feminino
08:30 - 10 km Sub-20 Masculino
09:00 - 5 km Sub-16 Masculino

2ª Etapa - Dia 18 - Tarde
14:30 - Cerimônia de Abertura
15:00 - 20 km Adulto Feminino
15:30 - 20 km Adulto Masculino
15.45 - 10 km Sub-18 Masculino
16.00 - 5 km Sub-18 Feminino

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Taina Beatriz é campeã brasileira Cross Country

A atleta mourãoense Tainá Beatriz conquistou o título brasileiro sub-18 na Copa Brasil Cross Country, que foi realizada na cidade de Bragança Paulista.
A competição aconteceu neste domingo, 4. Foi a primeira medalha a nível nacional da equipe do Instituto de Atletismo de Campo Mourão/FECAM.

O técnico Paulo Cesar Costa, enalteceu o resultado: “Estramos trabalhando muito forte e a cada dia conquistamos melhores resultados. Quero agradecer aos nossos patrocinadores que nos apoiam a chegar cada vez mais longe” comentou.
Além de Tainá, Camily Temporini também participou da prova e ficou com  7ª colocação.

Estiveram participando os seguintes atletas :
Lais Maria - 11 ª no adulto  feminino 
Jeferson Alberto - 12ª - sub 20 masculino
Lucas Canutto - 15ª sub 20 masculino
Israel Cirino - 31ª sub 20 masculino













sábado, 3 de fevereiro de 2018

Morre Aristides Junqueira, antigo treinador de Atletismo

03|02|2018 - 00:56 | Da Assessoria de Imprensa da CBAt

Um dos mais importantes treinadores de Atletismo do Brasil, Aristides de Andrade Junqueira Neto morreu na noite desta sexta-feira (dia 2), no Hospital Beneficência Portuguesa, na capital paulista, a 105 dias de completar 72 anos. Nascido em 18 de maio de 1946 em Floreal, no interior de São Paulo, Tide, como era conhecido, formou atletas que fazem parte da história do esporte nacional.

Fonte: CBAt
Um de seus pupilos, Mauro Vinicius da Silva, o Duda, é o único atleta do País a conquistar um bicampeonato mundial no Atletismo: ganhou a medalha de ouro no salto em distância nos Mundiais Indoor de Istambul 2012 e Sopot 2014. Também foi finalista olímpico em Londres 2012 e no Campeonato Mundial de Atletismo de Moscou 2013.

Tide também treinou Nelson Carlos Ferreira Junior, finalista no Campeonato Mundial de Atenas 1997, quando ficou em quinto lugar no salto em distância. E, ainda, orientou a carreira de Maria Aparecida Barbosa de Souza, a Cida, que foi recordista brasileira do salto triplo e disputou a Olimpíada de Atlanta 1996.

O Atletismo levou Tide a morar em várias cidades: São José do Rio Preto, Presidente Prudente e São Bernardo do Campo, em São Paulo, e em São José dos Quatro Marcos, no Mato Grosso.

Na noite desta sexta, o técnico Jayme Neto Junior comunicou à CBAt a morte de seu primo Tide, que estava internado há algum tempo.

Segundo a Funeral Santa Fé, de Diadema, perto do meio dia o corpo do treinador será levado até a cidade de Floreal, na região de São José do Rio Preto, no interior paulista. "O velório será no cemitério Floreal Eterno, a começar por volta das 20 horas de hoje (sábado), com sepultamento previsto para amanhã (domingo), às 10 horas, conforme a família", disse o agente da Funeral Santa Fé.

*****

Na edição de número 2 da Revista PODIUM, da CBAt, publicada em outubro de 2014, Tide foi o personagem da página TREINADOR. Segue abaixo:

RISTIDES DE ANDRADE JUNQUEIRA NETO

Há 45 anos formando atletas e treinadores de Atletismo no País


Profundo conhecedor do atletismo brasileiro e ótimo contador de piadas. Assim é Aristides de Andrade Junqueira Neto, ou simplesmente Tide, como todos o conhecem no meio atlético nacional. Um dos mais antigos treinadores de Atletismo em atividade no País, ele trabalha há 45 anos, desde meados da década de 1960. Nessa época, na cidade paulista de Floreal, onde nasceu em 18 de maio de 1946, Tide começou atuar na iniciação de crianças e adolescentes no esporte-base.

"Comecei na profissão de treinador de Atletismo quando nem tinha concluído meu curso na Faculdade de Educação Física", lembra Tide. O tempo passou, Tide viveu no interior paulista, Paraná e Mato Grosso. Atualmente, ele mora em São Bernardo do Campo, na região do ABCD, na Grande São Paulo.

Seu grupo de atletas, ele prepara na Arena Caixa, em São Bernardo, e no centro de treinamento da BM&FBovespa (clube que defendem), em São Caetano do Sul, na mesma região. A BM&FBovespa, aliás, é sucedâneo da Funilense. Trabalhando para estas duas equipes, Tide é campeão do Troféu Brasil, ininterruptamente, desde 1992.

Um dos atletas revelados pelo treinador é Mauro Vinícius da Silva, o Duda. Em 8 de março deste ano, em Sopot, Duda tornou-se o primeiro brasileiro a conquistar o bicampeonato mundial indoor, ao ganhar a medalha de ouro no salto em distância - vencera também em Istambul, na Turquia, dois anos antes.

Em Sopot, cidade polonesa às margens do Báltico, ainda na Ergo Arena, Tide, aos 68 anos de idade e quase cinco décadas de Atletismo, não escondeu a emoção de colocar um atleta do Brasil no ponto mais alto do pódio em evento de primeira linha internacional.

"O Duda é disciplinado e pode defender o País ainda em dois Jogos Olímpicos", diz o técnico. Para Tide, "foram importantes para a conquista de Duda, as ações da CBAt na preparação para o Mundial, como o camping na Europa. Num camping, todo o foco do atleta vai para a competição. Quando entrou na Arena, ele estava pronto", afirma o técnico paulista.

O treinador lembra: "Há muito tempo treino crianças, jovens e atletas de alto rendimento. Da minha primeira turma saiu o José Roberto, o Soneca, que mais tarde descobriu talentos como o Edson Luciano Ribeiro (vice-campeão olímpico do 4x100 m em Sydney-2000 e vice-campeão mundial em Paris-2003)."

"Também tive outros atletas de nível mundial, como o Nelson Ferreira, no salto em distância, que foi finalista no Campeonato Mundial de Atenas-1997", lembra. Entre outros nomes, também descobriu Maria Aparecida Barbosa, a Cida Barbosa, que foi recordista brasileira do salto triplo, e que trabalha como treinadora em Cuiabá (MT), com seu marido, o medalhista olímpico Vicente Lenilson de Lima.

Seguidores